Você é do tipo que agradece?

Pregação não é comigo. Tenho verdadeiro horror de gente que vem tentar me convencer a seguir essa ou aquela religião. Maior aversão ainda à aqueles que tentam disfarçadamente… dando presentes de Natal ou aniversário referentes à religião deles. Para tá. Cada um na sua, respeito é bom e eu gosto, e meu lema é TODOS OS CAMINHOS LEVAM AO PAI.

Sim, rezo todos os dias, horas e segundos e já mencionei isso aqui em outra matéria. Acontece que costumo abrir um livro de página chamado “Palavras de Vida Eterna” (para quem tem algum laço com Kardecismo indico), e hoje pela manhã me deparo com o texto abaixo.

Desculpem-me caros leitos. Longe de mim querer catequizar alguem, mas vi nessa mensagem algo que pode abrir os olhos de muita gente sobre muitos aspéctos da vida e por isso dedici publicá-lo abaixo.

Leiam, pois vale a pena… e como sempre digo, a vida não vai estar melhor amanhã, somos nós é temos que mudar a nossa forma de encara-la.

Boa leitura!

Palavras de Vida Eterna (Francisco Cândico Xavier pelo espírito Emmanuel)

Agradeçamos Sempre

“Dando sempre graças a Deus por tudo, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo…” _ Paulo. (Efésios, 5:20.)


Muita gente pergunta como se pode render graças a Deus pelas dores que sacodem a vida; entretanto, basta leve reflexão para que venhamos a reconhecer a função renovadora do sofrimento.

Atravessando longo período de enfermidade, da qual te refazes, dificilmente, e, se ouvires a própria consciência, perceberás que a moléstia física foi socorro valioso para que não te arrojasse a tremendas lutas de espírito.

Foste surrupiado na vantagem financeira que te colocava em destaque no trabalho que te segura subsistência, e, se meditas severamente no assunto, observarás que a suposta humilhação te livrou de compromissos perigosos e arrasadores.

Perdeste recursos materiais que apenas te acrescentariam o reconforto desnecessário, no carro da própria existência, e, se te deres ao exame desapaixonado da própria situação, verificarás que alijastes o peso dourado de enfeites suntuosos que te fariam provavelmente, a vítima de criminosos assaltos.

Amargaste a deserção do amigo em cujo afeto depositava a maior esperança, e, se estudares a ocorrência, com plena isenção de ânimo, concluirás que o tempo te libertou de um laço impróprio, que se transfiguraria, talvez, de futuro, em pessoa de grilhão.

Não te confies na aparência.

Louva o céu azul que te imprime euforia ao pensamento, mas agradece, também, a nuvem que te garante a chuva, mensageira do pão.

Mesmo que não entendas, de pronto, os desígnios da Providência Divina, recebe a provação como sendo o melhor que merecemos hoje, em favor do amanhã, e ainda que lágrimas dolorosas te lavem a alma toda, rende graças a Deus.

(Atenção: Como estamos em época de “surto”, ou seja Natal, está um pouco complicado cumprir compromisso de Ooo Garra publicar matérias diariamente. Não o abandonarei, mas infelizmente, não poderei mantê-lo atualizado como é de costume)

Gostou da matéria? Ficarei muito feliz em ler sua opinião aqui no link “Deixe um comentário”_ Se puder compartilhe com seus amigos através das chaves publicadas abaixo. Obrigada pelo prestígio.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s