Fique quieto se for capaz (Simone Sá Pinto)

Iiiiii Garra, que poesia mais nervosa… Desapega. Vê lá, vai agora, você, tão sagaz ficar dando ouvido a malandro? Fala sério… Mas na boa, até concordo contigo. Tem horas que irrita. Porém conselho, Garra: Você que é de outro planeta, o que andamos fazendo aqui é colocar um fone com música no ouvido para não cair nessa. Fica ligado. Aí não cai mais nesse estresse…. Vai pra praia vai Garra. Tá um sol lindo lá fora. Finge que não tá ouvindo a doideira e relaxa. Não esqueça a musica heim…. vai por mim….(risos)

Fique quieto se for capaz (Simone Sá Pinto)

Te perguntei? Tá falando o que, e por quê?

Agredindo de graça?

Não tem graça

Deveria ter que pagar taxa

 

Não se pode andar na rua sossegado

Passear com o filho descompromissado

Um se mete na camisa de futebol

Outra mal criada te chama de preguiçosa,

Por não estar agüentando o peso do peixe no anzol

 

Opinião é coisa que se pede

Diz um amigo meu

Quer falar?

Quem adora conversar sou eu

Daí a se intrometer é outra coisa

Cala boca não morreu

Quem manda em meus ouvidos sou eu

 

Faz um favor, ao seu rabo fique atento

Deixe-me passear tranqüila com o meu rebento

 

Tenho educação,

Mas com barata ainda não fiz transfusão

E calada não vai dar pra ficar não

Quer falar fala

Mas escolha coisas que ajudem a melhorar o mundo e encantar o coração

 

(olha eu me calo para tanta coisa que vejo, que tal tentar fazer o mesmo?)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s