Amor, Vazio, Buraco, ou Amor de dentro para fora?

*** Simone Sá Pinto no comando!

Pedi ao Alien que me desse licença, pois hoje tenho um assunto sério a tratar aqui nesse blog. Trata-se do post “O Gnomo Jacinto” que foi publicado como ‘autor desconhecido’.

Quando o Alien fez a pesquisa desse texto, não encontrou de forma alguma o autor, e se viu obrigado a postar dessa forma. Porém essa não é e nunca foi a postura do blog. Aqui, quem é leitor assíduo sabe, sempre dou o devido crédito. Até mesmo quando a informação é retirada da Wikipédia.

Pois bem, ontem no comentário do blog o autor se pronunciou. O que me fez muito feliz, e o post já foi devidamente alterado colocando o nome dele lá.

Trata-se de Kau Mascarenhas. E se vocês pensam que ele comentou chateado com o fato, estão enganados.

Kau tem luz, e me agradeceu por ter postado o texto dele. Apenas pediu que fizesse a correção, coisa que eu mais queria.

Ainda me enviou um lindo texto que estou publicando hoje (vejam abaixo) na intenção de contribuir com o Garra. (!!!???? – Imaginem se fosse outro?)

É muito bom saber que existem pessoas assim nesse planeta.

Dessa forma, com todo prazer do mundo convido vocês a conhecerem melhor o trabalho dele.

Quem ele é:

Kau Mascarenhas é consultor e conferencista com trabalhos realizados em diversas empresas de todo o Brasil, e há três anos tem levado também suas palestras e seminários aos Estados Unidos 

Tem formação acadêmica em Arquitetura; e nos últimos 12 anos deixou definitivamente os projetos de casas e prédios para dedicar-se a projetos de vidas humanas, destinando sua energia profissional a ajudar indivíduos e empresas fazendo pontes entre PNL e diversas estradas psicológicas e filosóficas.

É pós-graduado em Consultoria Organizacional, tem formação Practitioner, Master e Trainer em Programação Neurolinguística.

Teve diversas participações em programas de rádio e TV com enfoque em desenvolvimento humano; sendo escalado como colaborador fixo e apresentador de quadros em alguns deles.

Desde 96, ministra o Curso Básico de Formação em PNL, que já contou com mais de dois mil alunos ao longo desse período. Realiza regularmente a formação completa Practitioner, Master e Trainer em PNL.

Realiza palestras, seminários e cursos em diversas cidades do país e do exterior.

Lançou em dezembro de 2000 o CD “Vida Nova”, com 14 canções de sua autoria que tem em si mensagens de desenvolvimento humano.

Em fevereiro de 2005, lançou os CDS com gravações das palestras “Auto-Estima e Você” e “Motivação – Alavanca Ideal Para o Sucesso”.

Em abril de 2006 seu primeiro livro “Mudando Para Melhor – Programação Neurolinguística e Espiritualidade” que já está em sua terceira edição.

Organizações que já contaram com seus trabalhos: ALSCIB, BANCO DO BRASIL, PETROBRÁS, GERDAU, TIM, AGERBA, A FÓRMULA, LABORATÓRIO LEME, XEROX, SECRETARIAS ESTADUAIS E MUNICIPAIS DE SAÚDE E DE EDUCAÇÃO, dentre outras…

Saibam mais em seu Blog e Site:

www.kaumascarenhas.blogspot.com

www.kaumascarenhas.com.br

***A você Kau, meus abraços fraternos com meu desejo de paz!

E sim, seu texto sobre sua mãe é lindo e estou postando abaixo para que meus leitores possam conhecer.

Receba meu sincero agradecimento por sua contribuição ao Garra.

Amor Imenso no Pequeno Vazio (Kau Mascarenhas)

Hoje o vazio me fez pensar no Amor. Amor com letra maiúscula que, de tão grande, se revela mesmo nas coisas minúsculas.

Minha mãe, e também minha professora de felicidade, me deu uma nova lição de vida. Apesar das limitações decorrentes do AVC que só lhe possibilitam um vocabulário de doze palavras, ela me ensinou muito. Com apenas uma palavra, um olhar e um movimento de mão, ela me disse coisas sobre o que significa amar alguém. E não poderia ser mais eloqüente.

Fui a sua casa e sentamos à mesa da cozinha para almoçar como de costume. Ela então me mostrou o jogo americano sob seu prato e apontou um pequeno orifício na borda. Um buraquinho. Um vazio.

Meu pai, que faleceu há mais de um ano, havia queimado com cigarro aquele retângulo florido de matéria plástica.

Ela apenas apontou o furinho e disse, olhando pra mim, o nome dele: “Carlos”.

Sua cuidadora e a empregada me explicaram que mamãe só quer fazer as refeições com aquela peça do jogo que tem o furinho. Entendi que essa é uma forma de estar com o homem que foi seu companheiro por 45 anos e que dolorosamente o câncer levou.

Ali, em segundos, ela me ensinou que até o vazio pode ser cheio de significado quando se ama.
Aquilo é apenas um buraquinho de queimado para alguém que vê com os olhos materiais. Mas é um símbolo de Amor para alguém que enxerga com o coração. Uma porta aberta para memórias e sensações.

O Amor faz as coisas parecerem diferentes. O pequeno se transforma em grande e o simples se reveste de maravilhas, tornando-se único e especial quando provêm do ser amado.
Engana-se aquele que acha que mamãe tem qualquer amargura no semblante quando olha para o furinho.

Ela diz o nome de papai e se ilumina com um sorriso. Em seus olhos, muita saudade. Mas nenhuma melancolia.

Aquele furo que deveria ser nada virou tudo.

E o que é um buraco? Algo feito justamente de nada, de vazio, cheio de ausência. Construído com uma matéria que ali não mais está.

Curioso. Ele lhe traz meu pai. De dentro pra fora.

Percebi mamãe me dizendo do seu jeito que o Amor deles continua de uma forma espiritual.
Não pode mais enxergar seu amado, nem tocá-lo, e isso representa o vazio.

Mas pode senti-lo, percebê-lo em alma, e isso o faz presente.

Enquanto almoçávamos eu também digeria, reverentemente, a lição de Amor verdadeiro, desapegado e respeitoso que havia recebido. Amor concreto.

Tão concreto como a mesa de fórmica vista através do buraquinho de cigarro no jogo americano.

Os dois estarão conectados através de seu sentimento que será eterno, fortemente evocado por cada uma das pequeninas e maravilhosas coisas do dia-a-dia.

E a cada refeição estarão juntos à mesa graças àquele furinho.


Anúncios

4 Comentários »

  1. Olá, querida Simone.
    Suas palavras chegaram diretamente ao meu coração.
    Muito grato! Parabens pelo belo trabalho na divulgação de conhecimentos tão valiosos, que verdadeiramente mudam a vida de tantas pessoas! Abraço com carinho e meu desejo de paz!

    • mixonia40 said

      Querido Kau, essas coisas não se agradecem… 🙂 e se agradecem… quem agradece aqui sou eu. Por tudo. Por ter se pronunciado me dando a oportunidade de não só corrigir o texto q estava faltando o autor, mas principalmente de conhecer o lindo trabalho que fazes.

  2. […] Assim publico novamente Kau… e para os que não se lembram quem ele é, o que publiquei anteriormente foi: “O Gnomo Jacinto” e “Amor Imenso no Pequeno Vazio” – quem desejar saber mais sobre ele pode acessar esse post: https://mixonia40.wordpress.com/2011/03/19/amor-vazio-buraco-ou-amor-de-dentro-para-fora/ […]

  3. […] https://mixonia40.wordpress.com/2011/03/19/amor-vazio-buraco-ou-amor-de-dentro-para-fora/ […]

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s